segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016



 
20 anos e 100 000 voluntários
#EVS20 #SVE20anos

O Serviço Voluntário Europeu (SVE) faz parte do programa Erasmus+. Este serviço permite que os jovens (17-30 anos) façam voluntariado dentro e fora da Europa e concede apoio às organizações para que proporcionem oportunidades de voluntariado.
Criado em 1996 como um programa-piloto pela Comissão Europeia, o SVE já proporcionou a mais de 100 000 jovens voluntários a oportunidade de contribuir para uma causa na qual acreditam. Os voluntários do SVE já prestaram apoio a refugiados, ao ambiente, a crianças e idosos e colaboraram em eventos culturais, assim como em diversas outras importantes iniciativas.
Para celebrar o 20.º aniversário do Serviço Voluntário Europeu foi lançada a campanha #SVE20anos. A campanha promoverá a abertura do SVE a todos os jovens, independentemente da sua origem ou qualificações, e porá em evidência o facto de o voluntariado proporcionar novas competências e uma sensação de capacitação a jovens com menos oportunidades.
A campanha SVE 20 pretende atrair novas organizações que ainda não sejam beneficiárias do programa Erasmus+ e encorajará organizações existentes a oferecerem mais oportunidades de voluntariado. Coloca especial ênfase na inclusão e na diversidade em projetos de voluntariado. A campanha SVE 20 abrangerá igualmente empresas que participem em iniciativas no âmbito da Responsabilidade Social das Empresas (RSE), autoridades regionais e locais, organizações desportivas e outros agentes que trabalham com jovens.
Tibor Navracsics, Comissário Europeu da Educação, Cultura, Juventude e Desporto, declarou: «Durante 20 anos, o Serviço Voluntário Europeu proporcionou aos jovens a oportunidade de ir para o estrangeiro, conhecer culturas diferentes e fazer novos amigos ao mesmo tempo que realizavam um trabalho útil e desenvolviam importantes competências. Não é de admirar que tantos jovens queiram participar. Por isso, a minha mensagem para as autoridades nacionais e locais, para as organizações desportivas, de juventude e outras por toda a Europa é esta: junte-se hoje ao Serviço Voluntário Europeu e receba jovens voluntários na sua organização.”
Em 2016, terão lugar diversos eventos e atividades por toda a Europa. Procure mais informações nas redes sociais através da hashtag #EVS20! A mesnagem da campanha é: o SVE proporciona um verdadeiro valor tanto às organizações participantes como aos jovens voluntários.
As organizações e os jovens que desejem participar na campanha SVE 20 ou procurar eventos na sua zona podem visitar o sítio web do SVE 20 ou contactar a Agência Nacional Erasmus+ Juventue em Ação


Informação geral

Os jovens voluntários que têm a oportunidade de fazer voluntariado no estrangeiro ao abrigo do programa SVE recebem apoio para cobrir as respetivas despesas de viagem e subsistência, assim como «dinheiro de bolso», e beneficiam de cobertura de seguro e de um cartão de descontos.
Só em 2014, foram praticamente 10 000 os jovens que se voluntariam através do SVE, ao abrigo do programa Erasmus+. Graças ao orçamento disponível ao longo do programa Erasmus+, esperamos ter possibilidade de apoiar até 100 000 voluntários do SVE entre 2014 e 2020.
A base de dados em linha das organizações e oportunidades no SVE confere maior igualdade no acesso ao voluntariado transnacional a jovens que possam não contar com uma forte rede organizacional.

O objetivo da Base de Dados de Voluntários é proporcionar aos jovens interessados a oportunidade de encontrarem o projeto do SVE que lhes convém e entrar em contacto com organizações em causa. As organizações participantes no SVE podem recorrer a esta base de dados para fins de divulgação, sempre que tenham estágios disponíveis, e são fortemente encorajadas a fazê-lo.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Erasmus+ Juventude em Ação:
 um Caminho Para a Inclusão


Vivemos, hoje, na Europa tempos conturbados e marcados pelas dificuldades económicas, pelo desemprego, instabilidade social e política e pelo aumento da violência a vário níveis.
O Projeto Europeu tem sido constantemente posto à prova e as pessoas mais vulneráveis da sociedade, nas quais se incluem também os mais jovens, enfrentam diariamente desafios e dificuldades nas suas vidas. Mais do que nunca urge tomarmos consciência e cultivarmos os valores que são os alicerces da União Europeia:
O respeito pela dignidade humana, a liberdade, a democracia, a igualdade, o Estado de Direito e o respeito pelos direitos humanos, incluindo os direitos das pessoas pertencentes a minorias, entre outros
O Erasmus + oferece aos jovens uma variedade de oportunidades de aprendizagem a nível europeu, o desenvolvimento de competências linguísticas, sociais e interculturais, pretende aumentar as perspetivas de emprego e desenvolvimento pessoal dos mesmos bem como pretende modernizar os sectores da educação, formação e juventude.

Para o período de 2014 a 2020, o Erasmus + disponibiliza, para a área da juventude em Portugal, a cerca de 45 milhões de euros, que serão canalizados para o apoio a projetos que podem constituir intercâmbios de jovens ou de trabalhadores na área da juventude, ações de serviço voluntário europeu, parcerias estratégicas entre organizações de diferentes países que atuem na área da juventude ou ações de diálogo estruturado entre jovens e decisores políticos.

Estas ações realizadas no âmbito do Programa Erasmus+ no sector da juventude pretendem proporcionar aos jovens a oportunidade de adquirem competências e crescerem como indivíduos através da utilização de metodologias de aprendizagem não-formais e informais, com uma forte abordagem participativa e centrada no próprio jovem. Este Programa Europeu pretende ser acessível a todos os jovens, incluindo aqueles com menos oportunidades em relação aos seus pares, ou seja, jovens que enfrentam obstáculos económicos, sociais, culturais, de saúde, provenientes de meios desfavorecidos e em risco de exclusão, fatores esses que dificultem a sua participação.

Para alcançar um impacto ainda maior do Programa Erasmus+ nos jovens com menos oportunidades a Comissão Europeia publicou em 2014 uma versão revista da Estratégia de Inclusão e Diversidade que já existia no anterior Programa, Juventude em Ação. Esta Estratégia de Inclusão e Diversidade tem sido desenvolvida ao longo dos anos pela Comissão Europeia em colaboração com a SALTO Inclusion e SALTO Cultural Diversity que são centros de recurso europeus que pertencem à SALTO YOUTH e que se dedicam às questões ligadas à inclusão e diversidade cultural, fornecendo recursos, informações e formação nas referidas áreas.
A Estratégia de Inclusão e Diversidade foca na inclusão de jovens com menos oportunidades e no fortalecimento dos conhecimentos, competências e atitudes necessárias para aceitar, apoiar e promover plenamente as diferenças existentes na sociedade atual. Sublinha a importância de se chegar a grupos menos privilegiados e munir os jovens e trabalhadores na área da juventude com ferramentas e competências necessárias para lidar com a diversidade e ao mesmo tempo apoiá-la. Os projetos desenvolvidos no âmbito do Erasmus + na área da juventude promovem assim a interação positiva entre pessoas independentemente das suas diferenças e ao mesmo tempo forma jovens e trabalhadores na área da juventude para lidarem com a diversidade de um modo positivo e respeitável. A inclusão e a diversidade são valores fundamentais da União Europeia que se refletem claramente no Programa Erasmus +. Este coloca um grande enfâse na inclusão de jovens com menos oportunidades e permite o desenvolvimento de projetos que constituem uma forma de abraçar a diversidade. Neste sentido, o programa prevê mecanismos de apoio que facilitam e minimizam os obstáculos à participação de jovens com menos oportunidades, como a possibilidade de financiamento de custos excecionais com jovens com necessidades especiais, como por exemplo com a aquisição de cadeira de rodas e o custo com assistentes pessoais, bem como encargos com vistos, vacinação e mentores. Desde que seja fundamentado em sede de candidatura o Programa em questão permite o financiamento desses mesmos encargos adicionais. Ademais, e a título de exemplo, o programa prevê a possibilidade de realização de visitas antecipadas de planeamento antes do início das atividades por forma a auxiliar as organizações na construção de uma parceria sólida podendo incluir a participação de jovens, o envolvimento de líderes de grupo adicionais quando necessário tendo em conta o perfil dos jovens em causa, suporte linguístico e a possibilidade de apresentar candidaturas sem ainda estarem recrutados os respetivos participantes.

É um facto assente que projetos realizados no âmbito do Erasmus + são de vital importância para a coesão social da Europa. Estudos realizados comprovam que a participação de jovens em atividades desenvolvidas ao abrigo do Erasmus+ aumenta as suas possibilidades de empregabilidade, respetivas competências pessoais e sociais, tendo um impacto muito positivo nas suas vidas e na sociedade em geral.
Em Portugal, é a Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, com sede em Braga, que gere o Programa na área da Juventude, recebendo e analisando as candidaturas apresentadas, gerindo o ciclo de vida dos projetos, realizando ações de disseminação e divulgação do Programa Erasmus+ e apoiando os respetivos beneficiários e potenciais candidatos.
Esta Agência Nacional trabalha no sentido de garantir que o Programa seja o mais inclusivo possível e apoia ativamente candidaturas de projetos de organizações que trabalhem com jovens com menos oportunidades abordando questões de inclusão e diversidade. Disponibiliza igualmente ao público, através do seu website e dos seus técnicos, todo o apoio necessário à apresentação de candidaturas na área da juventude.
Para além da implementação desta estratégia, a Agência Erasmus+ Juventude em Ação assume ainda como prioridades:
- Formação e disseminação do Programa: Com roteiros de formação por todos os distritos e regiões autónomas do país, parcerias estratégicas com os stakeholders principais do setor e o enfoque no interior do país, pretende-se atingir mais jovens, líderes e animadores de juventude, dotando-os de conhecimentos e competências para apresentarem projetos ao Programa e, assim, mudarem as suas comunidades;
- Erasmus+ para todo o país: Forte investimento no interior de Portugal, com roteiros de formação e informação, mas também valorizando as organizações que se candidatam ao programa pela primeira vez e, cumulativamente, que provenham de áreas do interior, criando uma discriminação positiva destes por forma a possibilitar o desenvolvimento de projetos em territórios prioritários, democratizando o acesso ao Programa;
Erasmus+ para + oportunidades: As ferramentas eletrónicas, a abordagem próxima dos processos de comunicação e a criação de conteúdos facilitadores do Programa aliados ao forte investimento em novos públicos torna o processo de democratização do Programa uma aposta ganha, principalmente para os jovens com menos oportunidades;


Exemplo de projeto inclusivo

Um grupo de jovens deficientes visuais provenientes da Espanha e Itália deslocam-se a Portugal para realizarem várias atividades no âmbito de um intercâmbio de jovens Erasmus +. Através do intercâmbio experienciam todas as atividades num ambiente multicultural que encoraja o seu sentido de solidariedade, autonomia e expressão e têm a oportunidade de partilhar essas experiências com jovens sem deficiências.   

Para mais informação sobre a Estratégia de Inclusão e Diversidade no âmbito do Programa Erasmus + :

quarta-feira, 30 de setembro de 2015




IDoc – Erasmus+: Aquisição de vistos

A aquisição de vistos para entrar nos diversos países para a realização de atividades ao abrigo do Programa Erasmus+ é, muitas vezes, causa de grande preocupações.

Compilamos neste documento:
1 – Dicas úteis;
2 – Conselhos práticos;
3 – Como resolver um problema com vistos;
4 – Links úteis

1 – Dicas úteis;
.1- No momento em que um participante é selecionado para uma atividade deve entrar em contacto com a Agência Nacional Erasmus + JÁ que acolhe a atividade e solicitar o envio de uma carta convite original.
.2- Deve, para agilizar o processo, fornecer nesse momento o nome completo, morada e detalhes do passaporte, enviando uma cópia do mesmo.
.3- A carta convite deve conter: a descrição da atividade em questão, com menção ao seu enquadramento e financiamento pelo Programa Erasmus +; as datas de realização e local; detalhes do participante; e indicação da pessoa de contacto na Agência Nacional de acolhimento da atividade. E se possível morada onde ficarão alojados. Deve ser impressa no papel timbrado ou oficial, com os logótipos;
.4 – Deves submeter o pedido de visto.

2 – Conselhos práticos;
.1 - O contacto com a Agência de Acolhimento deve ser efetuado com a maior rapidez possível após a seleção, uma vez que, em alguns casos o processo de obtenção do visto pode demorar;
.2  - Apesar de a carta convite ser emitida pela Agência que acolhe, pode ser igualmente solicitada às Agência Nacional de envio uma Declaração de seleção (em que a Agência ateste que selecionou e suporta o participante na atividade), assim como à organização à qual pertence o participante;
.3- No momento de submissão do pedido, a Embaixada deve ser questionada da necessidade de a NA enviar diretamente uma carta oficial para a Embaixada;
.4 – Todos os documentos devem ser apresentados em original;
.5- Devem ser  indicados na Embaixada os contactos (nome, telefone e email) das pessoas responsáveis na Agência de Acolhimento e de envio;
.6- Em Portugal, a concessão de vistos é da competência do Ministério dos Negócios Estrangeiros, através das representações diplomáticas portuguesas sedeadas no estrangeiro.

Para mais informações relativas à emissão de vistos, deve ser contactado, o organismo emissor ou o Departamento de Vistos do Ministério dos Negócios Estrangeiros. E-mail: vistos@mne.pt .

.7 - No caso de existirem problemas no processo de obtenção de visto, devem ser imediatamente reportados ao técnico da Agência Nacional, de forma a que o mesmo possa contactar a Embaixada em questão;
               

3 – Como resolver um problema com vistos:
.1- No caso de existirem problemas no processo de obtenção de visto, devem ser imediatamente reportados ao técnico da Agência Nacional, de forma a que o mesmo possa contactar a Embaixada em questão e ajudar-te com o referido problema;
.2 – Deve ser solicitada uma audiência na Embaixada correspondente;
.3 – Em Portugal deve ser contactado o Departamento de Vistos do Ministério dos Negócios Estrangeiros. E-mail: vistos@mne.pt

Para verificares a necessidade de visto e qual o procedimento a seguir, consulta o seguinte site:

Mais Links úteis:



Informações e apoio:

Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação:

terça-feira, 14 de julho de 2015

Semana Europeia da Juventude 2015 - Portugal

A semana Europeia da Juventude foi um enorme sucesso em Portugal.

De 4 a 9 de maio contou com mais de 120 eventos organizados pela Agência Erasmus+ Juventude em Ação.



Trabalhou com jovens portugueses em 10 Idea Labs que levaram 12 ideias inovadoras a Bruxelas.



Entregou prémios de boas práticas e projetos inspiradores a organizações Portuguesas, com a presença do Comissário Europeu, o português Carlos Moedas.



Vê aqui um resumo desta semana:





quarta-feira, 16 de julho de 2014



Erasmus+ Juventude em Ação realiza primeiro Comité de Seleção de projetos.
Decorre nos dias 17 e 18 de Julho em Braga.

Terminado o período de candidaturas ao Erasmus+ Juventude em Ação (E+JA), e realizados todos os procedimentos de avaliação de elegibilidade e qualitativa de todos os projetos recebidos, realizar-se-á nos próximos dias 17 e 18 de Julho, em Braga, o primeiro Comité de Seleção deste programa comunitário.
Este Comité, criado pelo despacho 8667/2014 do Sr. Secretário de Estado do Desporto e Juventude, representa o último procedimento formal antes da homologação dos resultados finais.
Para esta primeira fase de aprovações de 2014 concorreram 174 projetos, sendo que mais de 75% se candidataram à ação – chave 1: Mobilidade para a aprendizagem.
Os resultados serão comunicados às organizações no dia 21 de Julho.
O Programa Erasmus+ é o programa da Comissão Europeia para a Educação e Formação, Juventude e o Desporto, de 2014 a 2020.

Sabe mais em www.juventude.pt

quinta-feira, 8 de maio de 2014




ERASMUS+ JA COMEMORA DIA DA EUROPA 2014




Vem descobrir as oportunidades que a Europa tem para oferecer aos jovens.
Entre 9 e 11 de Maio, a Praça da Figueira, em Lisboa, vai receber a iniciativa “Juventude em Movimento”.
Durante três dias de evento, os jovens portugueses – especialmente entre os 15 aos 30 anos - vão poder ficar a conhecer mais sobre emprego, educação, formação e mobilidade dentro da Europa.
Especialistas e representantes das instituições europeias, stands de informação, workshops, miniconferências, debates, ateliers e muitas animações vão estar abertos ao público.
No dia de lançamento do evento - 9 de Maio – celebra-se o Dia da Europa e a iniciativa vai contar com animações especiais:
Homenagem e lançamento de novo livro da jornalista e escritora Teresa de Sousa;
Passeios de bicicleta e sessões de esclarecimento;
Entrega do prémio “Eleições Europeias 2014 – Melhor Ensaio;
Lançamento de vinhetas postais dos CTT alusivas às eleições europeias;


quarta-feira, 23 de abril de 2014



GUIA DO PROGRAMA ERASMUS+ EM PORTUGUÊS NO WEBSITE JUVENTUDE.PT

Já está disponível, em tradução não oficial, o Guia do Programa Erasmus+ para língua Portuguesa AQUI. 
Toda a informação contida no Guia Oficial do Programa Erasmus+ está, agora, disponível em Português.
No caso de qualquer dúvida, omissão, conflito ou tratamento de reclamação prevalece o Guia Oficial, em Inglês e disponível para download na mesma área.